Paz em meio ao caos • por Sabrina Baby

O Brasil passa por um momento de tensão, e divisão. Dois partidos, dois candidatos, duas escolhas.

Aquilo que hoje é verdade, ontem não era. E o que amanhã será verdade, hoje ainda não cabe.

Dentro do caminho do auto-conhecimento existe a filosofia da equanimidade, que muitos confundem com indiferença.

Existem diferentes níveis de realidade: aquilo que sentimos com nossos sentidos, aquilo que acreditamos com a nossa mente, e aquilo que presenciamos com nosso espírito.

Sentidos, mente e espírito. Aquele que mais alimentarmos, será o mais poderoso.

Então, nesta reta final de tensão, espera, escolhas e convencimento, procure entender qual destes três níveis de realidade você está alimentando.

Por que no final das contas, só existe você. Você é a coisa mais importante do seu mundo. Sem você, o mundo inteiro não existe.

Então, minha intenção a todos os brasileiros nesse momento é: alimentem o espírito. Com fé, com confiança em algo maior, com bondade, com amor e com compaixão.

Deixem a mente silenciar: não sintam os sintomas da divisão, da discórdia, da desunião.

Preparem os sentidos com práticas saudáveis na natureza, com comidas cheias de prana, com aromas e texturas que tragam harmonia e paz.

Se todos nós colocarmos a mão no coração, e escolhermos o futuro do nosso país com consciência daquilo que faz sentido para o espírito, estaremos no caminho certo.

Por que o espírito vive na equanimidade: ele confia no Universo, e entende que cada desafio é essencial para a evolução humana.